quarta-feira, 22 de julho de 2009

Sexo não é para quem quer.. É para quem pode!

Pois é amigos.. Podem pensar "eh lá vem este ordinário armar-se ao cagalhão e dizer que faz nesta e naquela posição porque tem flexibilidade e eu que só chego aos joelhos levo de quatro..". Podem pensar isso, mas não.. MAS NÃO e acabou! O post é meu escrevo o que eu quiser.. Não mandam em mim..
Vamos.. Mas por agora concentremo-nos no que nos traz aqui hoje. Na nossa construção houve situações caricatas, menos próprias e ridiculas, entre outras.. Mas esta que faço questão de trazer hoje à memória é só ridícula, não vou entrar com mais adjectivos por lado nenhum, até porque é só para quem pode, não é para quem quer..
Peço-vos que recuem (opa nao quero fazer contas).. Iniciados, a época mitica em que tudo o que temos para contar (quase) se passou.. Jogo com o Repesenses fora, não jogámos um piçarolho, empatámos salvo erro 0-0. O jogo acaba e o dad-gar deu-nos mais uma lição de vida amigos... Por muito que queiram foder alguém, isto no sexo como no amor têm de ser correspondidos.. E é aí que Dad-gar se sai com este poema:
"Fodam-me a ver se eu deixo!"
Eu bem queria... mas...

4 comentários:

Ranhoca disse...

foi nesse jogo q ele nos explicou como despachar a bola da defesa e simular penalty ao mesmo tempO!!!

Anónimo disse...

cona lá como foi isso, ranhoca...

Anónimo disse...

conTa lá como foi isso, ranhoca:P

Ranhoca disse...

contar isso merece post

Publicidade

Para efeitos legais é importante explicar que o nosso site usa uma Política de Publicidade com base em interesses.