segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Porquê o VaiPaSelva?


Hoje dei por mim a pensar para que serve o VaiPaSelva.

No início, o objectivo do blog era apenas e só fazer algo mais privado que possibilitasse o encontro de amigos que a vida separou mais do que eles desejariam. Quase 7 meses depois da criação, penso que é unânime: o objectivo principal foi atingido.

Desde que este blog foi criado (sim, menos de 7 meses) já foram organizados 3 jantares com a "nossa" malta. Se tivermos em conta que nos 4 anos anteriores apenas tinham sido organizados 2, isto dá uma ideia da dimensão da coisa...

Mas o mais importante não é isso. Pelo menos para mim. O mais importante é que voltámos a ter um projecto em comum. Voltámos a ter todos de trabalhar em conjunto, voltámos a ter de nos encontrar todos os dias [virtualmente], voltámos a ter possibilidade de partilhar as nossas experiências, de discutir as nossas ideias, de contar as nossas maluquices ou, simplesmente, de ver como andam os nossos amigos. Tudo isto assim, à distância de um clique.

VaiPaSelva. É este o nome do sítio onde nos encontramos todos os dias. Mas, com esse objectivo já atingido [o que, sinceramente, superou bastante as minhas expectativas], pus-me a pensar no que me levava a perder tanto tempo com isto.

A primeira conclusão a que cheguei foi a de que faço isto por mim. Gosto que leiam os meus textos, que os comentem, que digam que gostam ou que não gostam, que os discutam ou que concordem com eles... Mas a principal razão para tanto escrever é a possibilidade que isto me dá de fazer algo que me dá prazer.

Por um lado, dá-me prazer porque tento [eu e todos os outros] gerir o blogue como se duma empresa se tratasse. Tento identificar os seu pontos fracos de forma a poder melhorá-los, tento criar coisas novas, ideias inovadoras, textos variados...

Por outro lado, este talvez até mais importante, este blog dá-me o prazer de escrever. Mas não digo escrever por escrever. O meu objectivo, na maior parte dos textos que faço [principalmente aqueles que faço com tempo e dedicação] é tentar que as pessoas que os lêem vivam de facto aquilo que eu escrevo. Porque eu, quando leio um texto ou um livro, gosto de me sentir parte da história. Gosto de sentir que eu próprio faço parte dela. Gosto de sentir as personagens ao meu lado.

Para que me entendam melhor: pouco me importa a descrição que fazem das personagens. Quantas vezes já não li livros em que dizem que a Joane é baixa e loira e, para mim, ela é morena e gordinha? Imensas, acreditem...

Sei que não tenho o talento de um escritor. Mas se algum dia um de vocês ler um post meu e se sentir parte da história, de conseguir imaginar os personagens ali mesmo à sua frente, nesse dia eu serei um homem feliz.

E é por isso que vos peço que comentem. Por um lado, para que possa melhorar. Por outro, porque há comentários que me enchem de felicidade:

Ranhoca
disse...

essa parte final tem efeitos alucinogénicos pq eu juro que mesmo sem saber o que e um zaguer consigo imaginá-lo perfeitamente, aqui mesmo, a minha frente com o seu 'esquilo aquático' ao ombro!! lol

Ranhoca disse...

Podia chamar-te panisgas, louco, muita coisa.. Mas prefiro chamar-te de sortudo por conseguires transmitir tão bem aos outros aquilo que sentes.
Consegui ouvir-te a contar uma história enquanto lia o texto.
É uma virtude que poucos têm e podes orgulhar-te disso mesmo

Eliminar
El Gordo disse...

grande mau! só tu para escreveres tão bem sobre algo deste género. são fantásticas estas viagens no tempo, concordo plenamente...

5 comentários:

Ranhoca disse...

e como isso é tão verdade

KaPiTãO disse...

Como dizia em tempos um amigo meu, por muito que saibas que fazes as coisas bem, falta sempre um pormenor que faz a diferença numa análise mais aprofundada. E esse pormenor é o da aceitação e elogio de outrém. Então aqui vai: claro que este espaço é muito importante e claro que os teus textos são muito meritórios e de muito qualidade. Se poderia viver sem o Vaipaselva e sem os textos do Mau? Podia, mas não era a mesma coisa...
Keep upo the good work!!!!

Mau disse...

Obrigado KaPiTãO ;)

Foi com uma enorme felicidade que vi que te tornaste no mais recente colaborador do blog...

Quando quiseres postar... contamos contigo!;)

Kikas disse...

Muitos comentários que pudeste ler ao longo destes 7 meses fizeram de ti, então, esse homem feliz que retrataste. Sabes que escreves bem e que todos ou a esmagadora maioria dos que frequentam este blog se deliciam a ler aprazíveis histórias, não só tuas como de outros colaboradores do VaiPaSelva.

No entanto, tenho que discordar de algo que referiste: penso que hoje o VaiPaSelva não espelha um grupo de amigos que fazem deste espaço da blogosfera um cantinho para partilhar histórias e experiências, não. É antes um reflexo do que vai na mente de várias pessoas, a convivência (conturbada ou agradável) de umas outras tantas. Já reuniram "à mesma mesa" mitras e betos, hetero e homosexuais. Já nos partiram a rir com 2 temporadas da Figueira Pie, já nos fizeram reflectir com poemas, com notícias, com problemas da nossa sociedade, enfim.

Porquê o VaiPaSelva? Por todos os motivos!

Continuem pessoal;)

B disse...

“Para que conste: ficámos a 22 visitas das 3000 em Julho deste ano...”

Esse prazer é, sem duvida, notório em tudo que escreves e é, garanto-te, um dos motivos pelos quais o VPS deixou de ser apenas um elo de ligação entre 'velhos amigos' e passou a ser um bocadinho de todos os que por aqui passam =)

Publicidade

Para efeitos legais é importante explicar que o nosso site usa uma Política de Publicidade com base em interesses.