sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Error 3 : Teorias de Moutinho


Quinta-feira, Oito e meia da manhã. Acordo a suar, cheio de dores de cabeça e super cansado. Já andava doente desde segunda-feira e no dia anterior havia ido aos Huc porque estava com uma otite. Medi a temperatura e deu 38.7. Fiquei estupefacto porque até então nunca apresentei uma temperatura tão elevada.

“O termómetro deve estar estragado”. Medi novamente e obtive uma temperatura de 38.5.

“Ah bom, assim está melhor”, pensei.

Ligo à minha mãe a contar o meu infortúnio e ela disse para me deslocar aos HUC. “Mas leva máscara. Não sei se tens algum tipo de virose. Pode ser gripe A ou não. Mas se não for, não quero que a apanhes por lá”

Tiro uma das máscaras que há cá por casa e dirige-me ao HUC. Não consegui estacionar no parque do hospital, como tal coloquei o carro no parque do pólo 3, mesmo ao lado do serviço de urgências. Todas as quintas tenho aula de fisiologia no referido pólo pelas 9 horas. Como tal, deu-se uma situação engraçada. Enquanto os meus colegas se dirigiam para o pólo, eu ida do pólo para o hospital, totalmente em sentido contrário, sem qualquer espécie de livro/caderno e supostamente com uma máscara, a pedido da minha mãe. Mas eu não ia passar por essa vergonha. O que se faz nestas situações? O normal. Agarra-se no telemóvel, finge-se que se está a mandar mensagens e não se cumprimenta ninguém. Estava com medo que alguém me chamasse ou dissesse algo do género ”Então, não vens à aula??”. Mas, com tanto azar que tive naquele dia, tive a sorte de ninguém o fazer. Também não sei se me cruzei com pessoas que conhecia ou não, porque, na verdade, estava a enviar mensagens!

Chego ao hospital, coloco a máscara e dirijo-me à zona de inscrição. No momento em coloco a máscara tudo mudou. Passei de um mero cidadão a um conhecido demónio. Demónio esse com uma máscara, ainda por cima! Mete muito mais medo! Mal começo a falar com a senhora das inscrições ela tem a gentileza de lavar logo as mãos e faz de imediato uma chamada. Eu disse o que sentia e fui logo encaminhado para a zona da gripe A. Esperei cerca de 20 minutos. Em todo o meu historial de idas ao hospital, deve ter sido a espera mais rápida que tive. O médico disse que não sabia porque é que me encontrava naquele serviço (infecciosas), por não ter critérios suficientes para corresponder à gripe A e encaminhou-me para a medicina interna. Continuei a usar a máscara, e fui rapidamente atendido. Fui para casa, mas sem saber o que realmente o mal que me afectava. Contudo fui medicado e, passado algumas complicações e nova ida ao hospital(desta vez sem máscara), melhorei.

Por isso a minha sugestão é a seguinte: sempre que se dirigirem ao hospital utilizem uma máscara! Serão logo atendidos.

Imaginem o seguinte. Partem o dedo mínimo do pé. Algo de irrelevante. Entram no hospital, já com uma máscara e fazem a inscrição. Dizem que partiram o tal dedo e a secretária que vos atende, boa médica que é, encaminha-vos para o serviço das infecciosas, isto porque vocês estão com uma máscara. Enquanto vocês se dirigem para tal serviço, a mulher das inscrições esfrega-se toda naquele húmido líquido proporcionando-lhe, até, algumas sensações impróprias ao local em questão, mas com intuito principal de se livrar do maldito vírus. 5 Minutos. Sim, a vossa ida só demora 5 minutos, vocês possuem algo demolidor, uma incrível máscara. Chegam lá, dizem que partiram o dedo do pé e o médico volta a repetir:

“Sinceramente não sei porque você se encontra aqui. O senhor, na verdade, deve ir para o serviço de ortopedia”

O Médico chama um auxiliar de acção médica e este, então, encaminha-vos para o serviço de ortopedia. Como vocês ainda se encontram com uma máscara, ele leva-vos, decerto, num ápice. E como as pessoas que se encontram na sala de espera estão cheias de medo de vocês, querem lá saber daquilo que partiram e partem para outra, saindo rapidamente daquela sala. O ortopedista chega a sala, encontra-vos lá, sozinhos e abandonados, num canto da sala, com uma máscara verde azulada, e pergunta:

“Sr. Anacleto Fonseca?”
“Não, não. João. João Silva”
“Você é o último da lista, não sei das outras pessoas”
“Nem eu!”
“Venha daí então, lagarto”

E em 30 minutos garanto-vos que estão fora do hospital, a rirem-se de meio mundo atormentado com o uso de uma máscara, mas com uma porcaria de um dedo partido!

12 comentários:

Moutinho disse...

Postei agora pq nao sei onde vou estar amanha! Abraços e espero que gostem :)

Kikas disse...

Esta acho que é a primeira teoria que me parece bem fundamentada pelo menos, e que acredito que seja eficaz na prática. Boa sugestão;)

E por acaso tenho visto um senhor de manhã na Baixa de Coimbra que anda com máscara, mas não tem produzido o efeito "demoníaco" que falaste...é caso para perguntar: Terá esse efeito surgido só graças à máscara?:P

Asus disse...

ahah

Parece-me que a Kikas está a sugerir que as pessoas porque tu cheiravas mal e não por causa da máscara!

Bom post, sim senhor ;)

Kafka disse...

Falas muito e dizes pouco :b

Mas estás a melhorar, melhor qe o último ;)

Ranhoca disse...

muito bem pensado!!

Realmente deve dar mesmo resultado

Sweety*** disse...

A partir de agora vou andar sempre com uma mascarazinha no bolso!! :P
Até para assustar as pessoas é fixe! xD
ADOREIIII :)

Anónimo disse...

Este post é muito estupido, mais um para o historial do Moutinho.

Asus disse...

Haverá maior estupidez do que chamar estúpido a um post sem se dizer porquê?

Mas numa coisa tenho de te criticar Moutinho: apesar de as ideias e o post em si terem melhorado, a escrita está pior. Pouco cuidada. Deviam ter mais cuidado quando fazem posts...

Moutinho disse...

Desculpa Asus, mas nao tenho tido muito tempo!

Vou tentar melhorar.

Abraco

DuarteAlmeidaCosta disse...

Só por causa disto vou-vos mostrar uma coisa bem gira: http://www.estranhomasverdade.com/forum/index.php?topic=12717.0

Disfrutem!

Anónimo disse...

SE o Benfica podia ganhar sem golear? Poder podia, mas não era a mesma coisa

Anónimo disse...

Agora só festejo golos de 3 em 3

Publicidade

Para efeitos legais é importante explicar que o nosso site usa uma Política de Publicidade com base em interesses.