sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Mundial em África


"O autocarro da selecção do Togo, que passava a fronteira entre Congo e Angola, tendo em vista a participação na Taça das Nações Africanas, foi atacado esta sexta-feira por rebeldes. Segundo as recentes informações, há dois jogadores que ficaram gravemente feridos.

O guarda-redes Kodjovi Obilalé e Serge Akakpo serão os jogadores que ficaram feridos, alegadamente por balas de metralhadoras, isto segundo contou à imprensa francesa um dos integrantes da comitiva da selecção do Togo, entre os quais estava a estrela maior, Emmanuel Adebayor.

Ainda segundo a mesma fonte, há mais feridos graves, entre os quais um dos médicos e o técnico do guarda-redes. «Havia sangue por todo o lado. Nem sei se vamos conseguir jogar a CAN», disse.

O atentado ocorreu na província de Cabinda, no norte do País, onde se vive conflito separatista desde a independência de Angola, em 1975."

Notícia tirada daqui.



5 comentários:

Anónimo disse...

Pretos burros. Tinham a oportunidade de serem vistos de outra forma e fazem isto.

Imagino quando for o mundial.

Anónimo disse...

e eu ainda por cima vou ver portugal a africa . . . Acho que o togo se vai retirar alias nao fazia sentido continuarem

Mau-r-à-dona disse...

Um comment racista vem sempre como anónimo... sempre!

Kafka disse...

É de condenar a imprudência dos dirigentes ao colocar um estádio em cabinda, deviam estar mais do qe à espera qe uma coisa desta pudesse acontecer, infelizmente aconteceu.

Mau, infelizmente tb há gente como esse anónimo.

Gordo e feio disse...

Infelizmente o anónimo tirando na parte do "Pretos burros", tem razão! A igualdade tem de ser defendida, mas episódios destes não podem acontecer nunca! Só pioram a sua imagem

Publicidade

Para efeitos legais é importante explicar que o nosso site usa uma Política de Publicidade com base em interesses.